sábado, 25 de maio de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Uma obra abençoada

Julieta Brontee

Colunista - + SUPLEMENTOS

sexta-feira, 22 de fevereiro 2019

Imprimir texto A- A+

Em meio a notícias sobre a violência das facções, ações de traficantes e trapalhadas de políticos e empresários corruptos, surge de repente, como se fosse um raio de luz em meio a uma noite escura, uma obra que é um verdadeiro milagre da bondade humana que ainda se consegue encontrar no cenário de desencantos de uma sociedade. Trata-se da Casa Lúmen São Francisco, cuja nobre finalidade é a de retirar das ruas e proporcionar dignidade a pessoas sem lar, sem família e sem abrigo. Admira até uma obra desse aporte humano não ser mais bem conhecida.
O projeto Lúmen é uma dessas maravilhas que, mesmo na sua simplicidade, traz mais esperança de que ainda existe grandeza em muitos corações. Suas raízes foram um modesto trabalho inicial, de um grupo de voluntários católicos que, a partir de 2001, passaram a se dedicarem a oferecer alguma ajuda às pessoas em situação de rua, e que nenhum apoio tinham das autoridades, e muito menos dos empresários ricos e abastados. Com o tempo, foi possível idealizar uma Casa destinada a aliviar os sofrimentos dos desvalidos das ruas e praças.
Graças à grandeza desses corações foi possível a instalação de um abrigo, na Rua Conselheiro Estelita, 2Jacarecanga, onde é oferecido acolhimento, assistência médica, alimentação, atividades esportivas, lazer, vestuário e assistência advocatícia. Isso, sem se falar na assistência religiosa, através da qual os beneficiados, uma vez acolhidos, passem a valorizar os bens que trazem os sentimentos de fé, esperança e caridade, ali pregados com o amor de quem crê no resgate da cidadania e do amor a Deus. Para ajudar, o Telefone é (085) 3252 &nd ash; 4958. Isso não é utopia, é a pura realidade, podem crer.

PÉSSIMA FICHA
Se há um problema que o presidente Jair Bolsonaro terá que “suar frio” para resolver, e de grande gravidade, deverá ser o de impedir os atos desastrados de seu  reimoso trio, Eduardo, Flávio e Carlos. Os meninos, até o momento, nada fizerem, a não ser criar dificuldades para o pai e para o seu governo. Com destaque, o Carlos, “pivô” da exoneração do ministro Bebianno, um dos responsáveis pela vitória de Jair. Para ele, o moço pôs “macumba psicológica” no pai, é de uma agressividade “acima do normal” e é tido no RJ como “destruidor de reputações”.

FALSO ALARME
Na Assembleia Legislativa, um deputado, talvez mal-informado, fez o maior alvoroço, ao denunciar que, entre as medidas do governo do presidente Bolsonaro, estaria proposta para a unificação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES com o Banco do Nordeste do Brasil – BNB. O deputado apelava à bancada federal do Ceará para impedir essa medida. Só que a sua maior preocupação não era com as diferenças das finalidades dos dois bancos, e sim, a saída da sede do BNB de Fortaleza.

DE OLHO NOS VELHACOS
Entre os muitos detalhes constantes na proposta de reforma da Previdência encaminhada pelo presidente Bolsonaro, uma mereceu atenção, ou seja, o “arrocho” a que serão submetidos aqueles identificados como devedores contumazes da Previdência Social. Na verdade, dizia o deputado Fernando Hugo (PP), os que o projeto chama de “devedores contumazes” não passam, na verdade, de sonegadores e velhacos, responsáveis por perdas bilionárias para o setor. Se o governo conseguir pôr as mãos neles, já será muito.

GERAÇÃO DE EMPREGOS
Ocupando a tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado Marcos Sobreira (PDT), estreante, mas de início, já cheio de ideias, fez firme defesa da constituição da Região Metropolitana do Centro-Sul, a seu ver a única e grande saída para a atração de empresas industriais, comerciais e agropecuárias capazes de gerar os empregos em “déficit” naquela região. Diante dessa expectativa da proposta para a criação de mais uma RM no Ceará, pode-se dizer que o quatriênio entrante, na AL-CE, será rico em propostas nesse sentido.

DOUTORES EM EXCESSO
Diante de matérias das redes de TV do Sul-Sudeste mostrando o desencanto de milhares de jovens recém-formados, mas que ainda enfrentam dificuldades para conseguir o seu primeiro emprego, deputados federais do Ceará como Roberto Pessoa (PSDB) e Genecias Noronha (SD) esse fenômeno tem como principal causador a política de cursos de ensino superior em excesso, em prejuízo do ensino médio profissionalizante. Vale lembrar que, em países do porte doe EUA e Alemanha, ninguém rejeita trabalho nesse nível.

CONVITE A GUEDES
No Senado Federal, o senador Tasso Jereissati (PSDB) teve aprovada pela Comissão de Assuntos Econômicos, requerimento, para que o ministro da Economia, Paulo Guedes, seja convidado a participar de audiência pública, em que exponha, em detalhes, os propósitos do governo para o país no decorrer nos próximos quatro anos. Para ele, entretanto, o que é do maior interesse para os estados é o que a União pretende fazer para aliviar a crise em que se acham vários estados, incluindo tidos como ricos.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter