terça-feira, 23 de julho de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Uma obra arrojada e preciosa

Julieta Brontee

Colunista - + SUPLEMENTOS

sexta-feira, 08 de fevereiro 2019

Imprimir texto A- A+

Dentro de alguns dias, ainda neste mês, os leitores do Ceará e do País deverão ter a chance de ter em mãos e entrar em contado com uma das obras mais arrojadas já produzidas por um autor cearense, e que promete ser consagrada nacionalmente. Trata-se do livro “Onde Jesus estava dos 13 aos 30 anos”, de autoria do escritor, historiador e pesquisador da História, Jeovah Mendes, que tem primoroso prefácio do advogado, jornalista e radialista Cid Saboya de Carvalho, e do sacerdote e teólogo, Padre Antonio Furtado. É a obra que faltava e que virá enriquecer os conhecimentos sobre Jesus, o Filho de Deus.
Autor de dezenas de livros em que mergulha a fundo na vida de imperadores, faraós, ditadores cruéis, grandes construtores da Humanidade, heróis e vilões de todos os séculos, Jeovah exibe um trabalho que se destaca por um incontestável talento para pesquisar, sem medir sacrifícios e distâncias, como ocorreu para a elaboração desse magnífico livro. Com uma audácia de cearense que não teme desafios, o autor aprofunda-se em um dos maiores mistérios, mesmo para os mais dedicados cristãos, de quaisquer confissões, ou seja, o período da adolescência e da juventude da figura mar avilhosa de Jesus Cristo.
Para chegar à conclusão dessa obra, não se furtou a pesquisar, “in loco”, nas cidades onde Jesus viveu e andou, assim como em 15 obras nos mais variados idiomas, desde a época de Jesus até os dias atuais. Para maior autenticidade dos fatos narrados, ele esteve nos mais importantes locais onde se encontram documentos dos mais antigos sobre os costumes da época de Jesus. Desse modo, e tendo em mãos um livro dessa importância, aqueles que crêem e adoram o Filho de Deus, e fruto da Bem-Aventurada Maria Santíssima poderão se deliciar com as maravilhas da vida do Salvador.

MUITO BEM ­FEITO! – Como para o senador mal-amado Renan Calheiros, desgraça pouca é “tiquinho”, o MDB dele não terá, na nova mesa diretora do Senado vagas, nem de vogal. Sendo assim, conforme está acertado, a ­primeira-secretaria ficará mesmo para o senador Anastasia (PSDB-MG), devendo ficar para o senador Tasso Jeireissati (PSDB) a Comissão de Assuntos Econômicos, que ele já dirigiu e que conhece como poucos naquele parlamento. A 2ª-Secretaria será de Flávio Bolsonaro, sob muitos protestos. A referida vaga deveria ser para o senador Reguffe, um dos articuladores da vitória de Alcolumbre.

MAIS ­TRANSPARÊNCIA – Em seu retorno à Câmara dos Deputados, Roberto Pessoa já mostra que está ali para trabalhar. Enquanto a maioria dos colegas se limitam a trocar agrados, ela parte para a luta e já apresentou projeto de lei por meio do qual pretende cobrar mais transparência nas ações do Poder Judiciário, principalmente no que se refere às estatísticas sobre a quantidade de crimes devidamente esclarecidos e punidos. Isso porque, conforme denuncia Pessoa, essa falta de informações estatísticas prejudica o trabalho da Comissão de Segurança Pública da Câmara e da CCJ do Senado.

BOA NOTÍCIA – Uma das mais auspiciosas notícias da semana, em se tratando do sistema penitenciário do Ceará, dá conta de que estão adiantadas as medidas no sentido da instalação de empresas nos presídios, para dar trabalho decente aos que ali se encontram cumprindo pena. De início, cinco prestigiosas empresas – Mallory, Colmeia, Ypióca, Fivel Tech e Laminadoras Vale do Jaguaribe já se apresentaram para participar desse programa salvador. O processo, a partir de agora, inclui três etapas: remuneração, aperfeiçoamento, e contratação de detento, cujos pagamentos serão para sustento de suas famílias.

CARIRÉ ­PREJUDICADO – Dando sequência a seus atos criminosos, que tanto prejudicam toda a população do estado do Ceará, um bando de malfeitores destruiu, em do Cariré, a agência do Banco do Brasil, deixando 20 mil habitantes sem serviços bancários. Trata-se de uma covarde agressão à cidade, a explosão de uma instituição tão cara àquela gente. A agência onde funcionava o BB foi originalmente do BEC, conseguida pelo então deputado Felinto Elísio Aguiar, cujo genitor, e também ex-deputado e prefeito da cidade, Elísio Aguiar, havia doado o terreno. Urge que seja reconstruída e volte a f uncionar.

BOA PROPOSTA – O Centro de Formação Olímpica, uma das mais bem intencionadas, mas, inclusive uma das mais caras do governo de Cid Gomes, continua com pouca utilização. Com a reabertura dos trabalhos da AL-CE, cresce, naquela casa movimento, que tem o apoio de todos os parlamentares, no sentido de que aquelas instalações passem a ser realmente utilizadas para afastar do crime milhares de adolescentes e jovens. Deputados como Heitor Férrer (SD) e Salmito Filho (PDT), entre outros defendem que haja uma solução para dar finalidade realmente útil para o belíssimo equipamento.

CRIMES CIBERNÉTICOS – na Assembléia Legislativa, o deputado Leonardo Pinheiro (PP), apresentou projeto que se refere a um dos maiores problemas que a ciência e a tecnologia terminaram trazendo para a sociedade brasileira e, por extensão, do Ceará. Trata-se de proposta para a criação de uma delegacia especial para crimes cibernéticos, que têm ocorrido de forma crescente. Com a matéria, a delegacia tratará de investigar e fiscalizar o uso indevido da Internet, não só para a divulgação de “fake news” para prejudicar pessoas e instituição, principalmente no campo da política.

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter