sábado, 16 de fevereiro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Vale lucrou R$ 42 bilhões de Mariana a Brumadinho

Cláudio Humberto

Colunista - Geral

terça-feira, 29 de janeiro 2019

Imprimir texto A- A+

Vamos ver quais falhas que ela tem para a gente tentar corrigir
Vice-presidente Hamilton Mourão, sobre a Política Nacional de Segurança de Barragens

AVale divulgou lucro líquido de R$42 bilhões em pouco mais de três anos, entre as tragédias das barragens de Mariana e Brumadinho. É quase quatro vezes mais que os R$11 bilhões bloqueados pela Justiça, até agora. A “doação” de R$100 mil por família, prometida pela empresa, é uma ninharia indigna para a empresa, que é a gigante da mineração: cerca de R$ 35 milhões, na hipótese mais cara para a Vale.

Troco, para a Vale
Os R$ 11 bilhões bloqueados pela Justiça equivalem apenas ao lucro líquido registrado pela Vale nos primeiros nove meses de 2018.

Tem muito mais
O lucro total da Vale em 2018 ainda não fechou. Falta contabilizar os bilhões do último trimestre do ano. E deve passar dos R$15 bilhões.

Dinheiro não falta
A empresa declarou lucro de R$ 13,3 bilhões em 2016, ano seguinte ao desastre em Mariana. Vítimas ainda esperam por indenizações.

Salários na Vale
A Justiça determinou que os salários da Vale fossem divulgados no ano passado: R$ 19 milhões por ano é o salário mais alto da mineradora.

Gabinete é outra história
Os 1.338 cargos se somam aos R$ 111,7 mil por mês que cada um dos 513 deputados tem para pagar até 25 assessores nos seus gabinetes.

108 (!) cargos
Bancadas que elegeram mais de 43 deputados têm estrutura de 108 cargos segundo o Projeto de Resolução 350/18. É o caso de PT e PSL.

Bancada média, muitos cargos
Partidos que elegeram de 20 a 34 deputados ganham 83 cargos cada. MDB, PR, PSB, PRB, DEM, PSDB e PDT se encaixam na categoria.

Mercado não perdoa
Com a direção da Vale solta, coube ao mercado financeiro se juntar à Justiça na punição à empresa, derrubando suas ações em 24%, na bolsa. Com sua irresponsabilidade, perdeu R$ 69 bilhões no seu valor.

O papelão de Bermudes
O advogado Sergio Bermudes perdeu ótima chance de ficar calado. Parecia um principiante, saindo em defesa dos valiosos cientes da Vale, garantindo até que “não vão renunciar”. E, como um novato, foi desautorizado publicamente pela própria empresa. Constrangedor.

Autonomia à PF
João Campos (PRB-GO), relator da PEC 412/09, que dá autonomia orçamentária à Polícia Federal, quer votar o texto em fevereiro. Aposta que a nova composição do Congresso Nacional garante a aprovação do projeto.

Eles amam odiar
O Planalto continua dando importância demais à mídia que tanto critica. Sábado, logo cedo, a assessoria já estava na banca de revistas da rodoviária comprando jornais e revistas com o filho do 01 na capa.

Baita salário
Derrotado na pretensão de presidir a Fecomércio-DF e sem convite para integrar o governo do DF, o empresário Hélio Queiroz tenta agora garantir o cargo de diretor regional do Sesc, R$ 60 mil por mês.

Rede no limbo
A Rede é um partido que vive no limbo. Não atingiu a votação mínima da cláusula de barreiras nem elegeu deputados federais suficientes para ter bancada própria na Câmara. Mas elegeu cinco senadores.

Projeto é o governo
O plano do ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) é focar nos problemas da área de modo a resolvê-los, mas o seu projeto político disputar o governo do Mato Grosso do Sul em 2022.

Além da imaginação
Tem gente fantasiando que, controlada por petistas, a Vale teria negligenciado a barragem porque o presidente Bolsonaro recebeu 60% dos votos em Brumadinho. Absurdo. Ninguém seria tão bandido assim.

Vá contando…
…já se passaram 4 dias desde o desastre em Brumadinho, 65 mortes provocadas pelo descaso da Vale, e até agora ninguém foi preso.

Como se não tivesse o que fazer, um grupo de senadores conversava certa vez sobre a notícia de que a cegueira pode ser um efeito colateral para cardiopatas. que misturam seus remédios com Viagra, a pílula azul que virou a alegria de homens com disfunções eréteis. O senador ACM (PFL-BA), que sabia fazer maldades e graça, brincou: – É por isso que já estou aprendendo braile…

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter