32 C°

sexta-feira, 23 de abril de 2021.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

O Estado Verde

ABC da Caatinga – Medalha Ambientalista Joaquim Feitosa – 8ª edição

terça-feira, 23 de abril 2013

O Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga (RBCA) escolheu, em reunião, na tarde do dia 18, o agraciado com o Prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa. A cada ano, por lei estadual, o comitê homenageia, alternadamente, uma pessoa física e no seguinte, uma instituição.

A solenidade de entrega, promovida pela comissão de meio ambiente, será no próximo dia 29 de abril, às 15h, na Assembleia Legislativa do Ceará, fechando a programação da Semana Estadual da Caatinga, que foi aberta, ontem ( 22), na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). Prêmio é destinado a homenagear pessoa física ou jurídica que atuam na preservação e conservação do Bioma e no desempenho de suas ações tenham contribuído de forma relevante para o desenvolvimento sustentável da Caatinga.

Após leitura e avaliação dos candidatos – no total foram indicados mais quatro nomes – , quem obteve maior pontuação foi o engenheiro florestal, Mauro Ferreira Lima, professor da Universidade Federal do Ceará (UFC). Lima contribuiu com os órgãos ambientais na criação da Lei Florestal Estadual em 2004, permitindo a criação da Coordenadoria Florestal da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), atualmente, responsável pela implementação da Política Florestal Estadual.

“Estes atributos, foram o diferencial para a sua escolha, cujo foco de seu trabalho inclui serviços aplicados de manejo sustentável da Caatinga”, afirmou a assessora de projeto do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam), Maria Tereza Farias.

Sobre o homenageado
O trabalho do engenheiro florestal Mauro Ferreira Lima destaca-se na difusão do conhecimento e aplicabilidade da introdução da elaboração de planos de manejo florestal, instrumento que tem permitido a exploração racional dos recursos florestais madeireiros. Possui ampla experiência de inventários florestais, difundindo estas práticas para profissionais de agronomia e engenheiros florestais, por um período de aproximadamente 20 anos de trabalho no âmbito estadual e regional.

Mais
– O Prêmio Ambientalista Joaquim Feitosa foi instituído pelo Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga por meio do Decreto n° 27.781, de 26 de abril de 2005.

A medalha instituída pelo Comitê Estadual da Reserva da Biosfera da Caatinga é uma forma de homenagear pessoas físicas ou jurídicas que, no desempenho de suas ações, tenham contribuído de forma relevante para o desenvolvimento sustentável do bioma da Caatinga no Estado do Ceará.

A peça e cunhada em bronze e apresenta, invariavelmente, forma circular medindo 05 (cinco) cm de diâmetro, tendo ao centro de uma das faces a esfinge de seu patrono circulada pelas expressões “MEDALHA AMBIENTALISTA JOAQUIM FEITOSA, RESERVA DA BIOSFERA DA CAATINGA – COMITÊ ESTADUAL”, enquanto no reverso, figura a Carnaúba, árvore símbolo do Estado do Ceará.

Sobre Joaquim de Castro Feitosa
O agrônomo, Joaquim de Castro Feitosa, conhecido como dr. Feitosinha, nasceu em Tauá, no dia 30 de novembro de 1915, faleceu no dia 05 de dezembro de 2003. Diplomado pela Universidade Federal do Ceará (UFC) sempre demonstrou preocupação com temática ambiental.

Desenvolveu trabalhos e coordenou ações nos quais a conservação do meio ambiente era a pauta prioritária. Ensinou a utilização de pequenos anteparos de combate à erosão (curva de contorno), e aplicou numa grota (pequeno riacho), uma técnica de impedimento do assoreamento e pesquisou sobre as melhores técnicas de compostagem, já em 1950.

Costumava promover reuniões com os agricultores sobre agroecologia, e foi o responsável pela introdução da raça caprina Boer na região dos Inhamuns.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com