32 C°

quinta-feira, 28 de maio de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Economia

Consumidores com dívidas crescem na capital cearense

sexta-feira, 22 de maio 2020

O número de pessoas endividadas em Fortaleza está maior. Segundo a Pesquisa do Endividamento do Consumidor de Fortaleza, realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC) da Fecomércio-CE, de 54,7% de consumidores endividados em maio de 2019, saltou para 74,7% no mesmo mês deste ano. O resultado aponta um aumento de 20 pontos percentuais.


Apesar do percentual ser alto e preocupante, a diretora institucional da Fecomércio, Cláudia Brilhante, destacou que isso não quer dizer que essas pessoas não honrarão suas dívidas. “Desse resultado, 27% estão com contas em atraso dentro de 20 dias, mas vão conseguir pagar”, disse. Em comparação ao mês passado, o índice veio menor. Em abril deste ano, o endividamento em Fortaleza chegou a 83,1%. Na avaliação da diretora, isso significa que as pessoas estão conseguindo pagar suas dívidas, mas quem tem débitos maiores não estão conseguindo encaixar no orçamento e acabam levando a dívida para frente.


A preocupação, no entanto, é com os potenciais inadimplentes, que de 8,5% em maio do ano passado passou para 14,6% neste mês. De acordo com Cláudia, isso acontece dentro do momento de pandemia causada pela Covid-19, que desde o início de março, as pessoas se precipitaram e compraram o triplo de alimentos e medicamentos com receio de desabastecimento. “Ou seja, quando chegou no final do mês, não conseguiram pagar o cartão de crédito ou perderam emprego, tiveram gastos extras com medicamentos e exames entre familiares com a doença, e isso causou desequilíbrio na renda da família”, ressalta.


A proporção de consumidores com contas ou dívidas em atraso cresceu 1,8 pontos percentuais no mês de maio em relação ao mês de abril (25,3%) chegando a 27,1%. No trimestre de março, abril e maio deste ano, mostrou uma ascendência dos consumidores com dívida em atraso contribuindo para uma média trimestral 24,1%.

Renda
O comprometimento da renda familiar para pagamento das dívidas em maio também cresceu e foi para 40,2%. Um aumento de quatro pontos percentuais em comparação ao mês de abril. Para Cláudia Brilhante, o dado é muito preocupante. Isso significa que grande parte do orçamento é destinado ao pagamento de dívidas. De acordo com ela, a pandemia tem gerado uma instabilidade na saúde e na economia, e qualquer gasto extra não vai cobrir a parcela. O ideal é que o comprometimento fique abaixo de 30%, entre 25% a 27%.
Em relação ao mês de maio do ano anterior, o valor também foi maior 4,7%. De acordo com a pesquisa, o tempo médio em que uma família compromete a renda familiar para pagamento de dívidas será de três meses e um ano, conforme 39,9% dos consumidores.
A pesquisa mostra que o segmento de alimentação domina a lista de serviços comprados a prazo, tendo sido a resposta de 57,1% dos consumidores. Em seguida, tratamento de saúde (29,6%). A forma mais utilizada para compra a prazo foi o cartão de crédito (81,9%). Quanto aos tipos de despesas que mais pesaram as dívidas são: alimentação (48,7%); educação (15,0%); aluguel residencial (13,7%) e tratamento de saúde (12,9%). A pesquisa também aponta que os maiores inadimplentes são homens, na faixa etária acima de 35 anos, com renda familiar de cinco a dez salários mínimos.

Perfil
O levantamento mostra que o perfil do endividado é maior entre as mulheres, na faixa etária de 25 a 34 anos, com renda menor que cinco salários mínimos. Uma das causas principais quanto às dívidas em atraso é o adiamento dos pagamentos, tendo em vista a transferência desse valor para outras finalidades, conforme 62,5% dos entrevistados. Para os inadimplentes, a dica de Cláudia Brilhante é procurar seus credores, principalmente as financeiras de cartões de crédito para negociar a dívida em pequenas parcelas. Se a dívida for com o comércio, o consumidor pode negociar juros e multas para que volte a ser um comprador. Ela finaliza que o ideal é priorizar a compra à vista e somente o essencial.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com