32 C°

quinta-feira, 28 de maio de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Fortaleza 294

Em campo, a saúde do fortalezense

segunda-feira, 13 de abril 2020

 
Por Crisley Cavalcante

A cidade de Fortaleza celebra, neste dia 13 de abril, 294 anos de fundação, ostentando o maior índice do país de casos positivos da Covid-19 (Novo Coronavírus) por habitantes. Se de um lado o aniversário da cidade não será comemorado como nos anos anteriores, do outro a Terra do Sol mostra a sua força. Cidade que abriga gente batalhadora, que não arreda o pé ante as dificuldades e é valente para enfrentar até mesmo um inimigo invisível, que tem assolado o mundo inteiro.
Para isso, equipamentos e investimentos em saúde eram necessários para vencer o desafio para combater a doença. Nesse cenário, o campo de futebol, verde e animado, saiu de cena para ceder espaço ao branco da saúde, que representa também a salvaguarda de vida das pessoas. O Estádio Presidente Vargas, o PV, que fica no histórico bairro do Benfica, virou um grande hospital emergencial, com previsão para a inauguração no final de abril, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.
“Neste momento, a gente pede que a solidariedade e o sentimento de humanidade sejam o maior valor. Somos um só povo, uma só cidade. Temos que estar conectados para proteger e salvar vidas. A responsabilidade pessoal, a cidadania e o compromisso de cuidar da sua saúde e do outro têm que estar acima de qualquer coisa, sendo muito importante que todos protejamos a saúde de todos em Fortaleza”, disse o prefeito da Capital, Roberto Cláudio.
De propriedade do município e com dimensão ideal para receber a estrutura, 500 metros quadrados, com base em concreto, estrutura metálica e lonas com divisórias para acomodar os pacientes em isolamento, o terreno está pronto para a implantação de 204 novos leitos. A estrutura conta ainda com bloco de apoio, acesso específico de profissionais e ambulâncias e área de vestiários. Ao todo, são 204 leitos distribuídos em quatro unidades dentro do PV, com espaço separado para a expansão de 306 novos leitos.
“O nosso plano de contigência, em parceria com o governo do Estado, que prevê, dentre outras coisas, o fortalecimento de todo o seu ponto de assistência, começando pela atenção primária, passando pelas UPAs e chegando às áreas de internação. Essa estrutura é muito importante, uma vez que uma grande parcela importante desses pacientes pode ter uma forma grave da doença e, se precisar, de terapia intesiva e internação. O IJF vai concluir a sua contribuição com 175 leitos de terapia intensiva”, esclareceu a secretária de Saúde do Município de Fortaleza, Joana Angélica Paiva Maciel.
Ainda segundo a titular da pasta, o hospital do PV vai servir para internação de baixa e média complexidade que não precisem de terapia intensiva. “Todos os leitos podem ser revestidos para terapia intensiva. Além disso, temos estrutura semi-pronta para ampliação. Tanto o IJF 2, quanto o hospital do PV são hospitais de retaguarda. Os pacientes que virão para cá virão das UPAs”.
A localização do espaço é outro ponto positivo. Próximo ao Hospital Instituto Doutor José Frota (IJF), Hemoce, Rodoviária, BR-116 e Aeroporto, o hospital emergencial é central ainda em comparação à localização das UPAs, de onde devem sair os pacientes em estágio mais crítico.

Inaugurações
Três dias antes de celebrar 294 anos, a prefeitura de Fortaleza inaugurou mais de 40 leitos nas UPAs dos bairros Vila Velha e Bom Jardim. Os anexos das UPAs restantes deverão ser entregues hoje, de acordo com a Prefeitura de Fortaleza. Além disso, a previsão é que haja lançamento de pacote de ações tributárias para pequenos e médios empreendedores, ao longo do mês de abril, entre os quais suspensão do pagamento do ISS para microempresas por 90 dias, entre outros.
Até maio, segundo a secretaria de Saúde do Município de Fortaleza, serão 621 leitos disponíveis aos pacientes diagnosticados com Covid-19, distribuídos no Instituto Dr. José Frota (IJF2); nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) do Edson Queiroz, Vila Velha, Bom Jardim, Jangurussu e Itaperi; e no hospital temporário no Estádio Presidente Vargas. A estrutura está sendo montada para atender os pacientes que acabam desenvolvendo sintomas respiratórios mais graves e precisam ser internados.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com