32 C°

sábado, 4 de abril de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Geral

Capital terá vacina ‘drive thru’ e imunização em residências

terça-feira, 24 de março 2020

Em meio ao clima de medo proporcionado pelo surto do novo coronavírus (Covid-19), que atinge o mundo, o Ministério da Saúde deu início à campanha nacional de vacinação contra o Influenza e o H1N1. A tradicional força-tarefa para imunizar toda a população foi antecipada pelas autoridade justamente para evitar maiores transtornos por conta da disseminação do vírus originado na China, em novembro de 2019.


Com 113 postos de saúde, além do reforço de centenas de escolas da rede pública de ensino e de espaços cedidos para atender ao máximo de pessoas, Fortaleza iniciou os trabalho bem cedo. Grupos se formaram em vários dos locais destinados à imunização para receber a vacina. Vale ressaltar que idosos e profissionais que atuam na área da saúde compõem o grupo prioritário, pelo menos nesta primeira etapa da campanha. Também estão na lista de prioridades crianças até seis anos e mulheres que deram à luz há até 45 dia.


Por causa do surto viral, muitos dos idosos que estiveram nas unidades de saúde munidos de máscaras, com alguns portando frascos de álcool gel para higienizar as mãos. Foi possível perceber a preocupação das pessoas em manter a distância correta das demais devido ao fácil contágio do Covid-19.

Movimentação
Na Escola Municipal Maria Gondim, no bairro Papicu, um dos locais de vacinação, a procura foi considerada tranquila pelos profissionais de plantão. No São João do Tauape, a movimentação de crianças e adolescentes deu lugar aos vovôs e vovós na Escola Municipal Antonieta Cals.
A autônoma Cristiane Sales fez questão de levar a mãe, de 67 anos, para receber a imunização. “Ela ficou toda feliz em sair de casa, por causa do coronavírus não a deixo sozinha um minuto que ela já quer ir na calçada, ganhar a rua. Esperamos aproximadamente 40 minutos e ela foi vacinada. É importante, nossos idosos são os alvos mais frágeis, então foi ótimo iniciar de imediato a vacinação. Minha mãe e eu estamos mais tranquilas agora, embora o coronavírus ainda esteja agindo”, explicou.


O aposentado Agnaldo Sobreira foi levado pela filha para se proteger de Influenza e H1N1. “Eu pedi que ela viesse comigo porque tô meio ruim de uma perna, mas moro aqui pertinho, daria pra vir sozinho. Pelo menos dessas gripes aí eu estou livre, o negócio é esse coronavírus aí que está aterrorizando todo mundo. Nunca tinha visto as ruas vazias assim, parecia domingo ou feriado. É ter cuidado porque a coisa é séria”, detalha o homem de 69 anos.

Benefícios
A atual edição da campanha ganhou alguns serviços que foram incrementados ao sistema para facilitar a disseminação da proteção. O mais importante deles é o “drive thru”, onde os idosos que forem levados a partir de hoje ao estacionamento da Universidade de Fortaleza (Unifor) poderão receber a imunização sem precisar sair dos automóveis, otimizando o trabalho e gerando mais conforto à população. Serão três pontos distintos situados no Bloco D.


Nos estacionamentos de alguns shoppings também estará disponível a vacina “drive thru”, sempre das 8 às 16h30. Os locais são: RioMar Kennedy, RioMar Papicu, Via Sul, Iguatemi, além dos North Shopping Fortaleza e Jóquei.
Uma classe de idosos poderá receber a vacina no conforto do lar, sem precisarem se deslocar até os postos. senhores e senhoras de 60 a 79 anos que tiveram algum problema que os impeça de sair de casa e todo e qualquer idoso que tenha 80 anos ou mais serão imunizados em casa, mas para isso precisam estar devidamente cadastrados nos programas Saúde da Família ou Melhor em casa.
Por meio do contato de Whatsapp (85 99989.47990) é possível solicitar o procedimento com o repasse dos principais dados pessoais referente ao idoso: nome completo do interessado, além de endereço, idade e o contato telefônico do responsável ou tutor.

Quem pode tomar a vacina da gripe em 2020?
Houve um acréscimo relevante no público-alvo prioritário da vacinação: a partir desTe ano, adultos de 55 a 59 anos também terão direito a receber uma dose nos postos de saúde de todo o Brasil (antes, o imunizante era oferecido dos 60 em diante). Abaixo, você confere a lista completa de indivíduos que podem (e devem) se proteger gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde, o SUS:

• Idosos com mais de 60 anos

• Adultos com 55 a 59 anos

• Crianças de 6 meses a 6 anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias)

• Gestantes

• Puérperas (mulheres que tiveram um filho nos últimos 45 dias)

• Trabalhadores da área de saúde

• Professores de escolas públicas e privadas
• Povos indígenas

• Portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas (veja mais abaixo)

• Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos que estão sob medidas socioeducativas

• População privada de liberdade

• Funcionários do sistema prisional

• Profissionais de forças de segurança e salvamento (policiais e bombeiros, por exemplo)

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com