32 C°

quinta-feira, 4 de junho de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario

Geral

Suspensão de atividades das autoescolas afeta 23 mil candidatos à CNH no Estado

quinta-feira, 21 de maio 2020

Os números revelam que aproximadamente 23 mil pessoas no Ceará aguardam a conclusão dos seus processos de habilitação para conduzir veículos. O levantamento foi feito pelo Sindicato das Autoescolas do Ceará. As unidades de ensino estão com as atividades paradas desde o início do vigor das medidas de distanciamento social determinadas pelo Governo do Estado, o que levou à suspensão de todas as atividades das autoescolas.
“Para se tornar caminhoneiro, ser motorista de aplicativos ou ser entregador delivery, o cidadão precisa da autoescola. Essas são atividades que movem a economia. Por isso, as autoescolas são essenciais para a sociedade”, defende o presidente do Sindicato, Eliardo Martins.

Sem guiar
É o caso de José Ferreira, que busca conquistar a habilitação para poder trabalhar de motorista junto ao irmão em uma empresa de transportes. “Eu estou esperando tudo isso passar, é claro que a gente fica chateado, nesse período de pandemia eu poderia muito bem já estar trabalhando tranquilamente, ganhando dinheiro, mas está tudo parado, não tem concluir o processo. Dirigir sem carteira eu não vou, é perigoso demais, é arriscado, me traria muitos problemas. Então prefiro não arriscar. Vou esperar, é mais importante a nossa vida, não é?” relata.
O caso é semelhante ao de Francisco da Silva, que estava na expectativa de atuar como entregador de delivery, mas teve o plano interrompido pelo novo coronavírus. “Rapaz, eu confesso que já trabalhei mesmo sem carteira de motorista, já fui motoboy por alguns anos, mas sempre desviando de blitz, vivendo com medo. Minha esposa aconselhou que eu tirasse logo a habilitação para trabalhar tranquilo e poder melhorar de emprego. Quando resolvi juntar dinheiro e me inscrever acontece isso. Eu sou paciente, eu vou esperar, estou trabalhando num mercadinho por enquanto, mas assim que eu conseguir a CNH vou procurar um novo emprego em aplicativos de entrega”, explica.

Pleiteando
Com os estudos do Governo do Ceará para implementar a abertura gradual de alguns setores da economia, o Sindicato das Autoescolas pleiteia a inserção da atividade na primeira fase, que engloba negócios de baixo risco sanitário e alto impacto econômico ou social. O pedido foi feito ao Governo do Estado, em ofício dirigido ao Secretário-Chefe da Casa Civil, Élcio Batista, e também será apresentado por meio da Fecomércio, onde o sindicato tem filiação. A federação é um dos representantes do setor produtivo no Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia do Coronavírus no Ceará.
De acordo com a entidade, as autoescolas se encaixam no perfil desta primeira fase dada a importância do setor para a economia, sobretudo no interior, e as medidas de segurança para o retorno às atividades, como a higienização dos veículos e a realização das aulas técnico-teóricas na modalidade online. Essas medidas fazem parte de plano de retomada dos serviços elaborado pelo sindicato.

Aulas remotas
O uso da modalidade de ensino remoto foi liberado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e precisa ser regulamentado pelos estados. A entidade mantém diálogo permanente com o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) em busca de viabilizar os meios de promover as aulas remotas nas autoescolas do estado. A retomada plena às atividades nas unidades está diretamente vinculada ao retorno dos serviços de habilitação do Detran, que também estão suspensos.
Segundo o diretor jurídico do Sindicato, Alisson Maia, existem plataformas de ensino que atendem integralmente às exigências do Contran para segurança do processo de ensino. “As plataformas permitem realizar as aulas remotas ao vivo, de forma a garantir a presença de todos os alunos no momento marcado. A regulamentação dessa forma de ensino deverá beneficiar mais de 5 mil candidatos que deram entrada no processo e aguardam a realização do curso teórico”, detalha. Existem 363 autoescolas em todo o Ceará, responsáveis por 4,5 mil empregos diretos.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com