32 C°

segunda-feira, 28 de setembro de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Mundo

Itália, França e Cuba apresentam novas altas em números da covid-19

segunda-feira, 10 de agosto 2020

A pandemia do novo coronavírus continua fazendo com que autoridades em diferentes países se vejam obrigadas a retomar medidas de prevenção para conter novos avanços das infecções, mesmo quando a situação parecia já se encontrar sob controle.
No caso da Itália, foram registrados, entre sábado e domingo, 463 novos casos de covid-19 e mais duas mortes associadas à doença, informou ontem (9) o Ministério da Saúde do país. Desde o início da pandemia, quando, em 21 de fevereiro, foram detectados os primeiros casos na Itália, o país contabilizou 250.566 casos da doença, enquanto o balanço provisório de mortes subiu para 35.295.
Os 463 novos casos entre os dois dias constituem o segundo maior número de infectados desde o início de junho (o primeiro foi notificado sexta-feira, com 552), o que confirma a tendência de alta, “embora contida”, reconhecida há alguns dias pelo Instituto Superior de Saúde (ISS) italiano. O aumento do número de novos casos ocorreu apesar de o total de testes de diagnóstico ter sido menor do que o normal, num total de 37.637.
O vice-ministro da Saúde italiano, Pierpaolo Sileri, pôs de lado a ideia de que o país registra um “recrudescimento”, acrescentando que se trata de “focos bem contidos” e controlados. Atualmente, 13.263 pessoas estão infectadas com o novo coronavírus, com a grande maioria se recuperando em isolamento caseiro, quer com sintomas leves ou assintomáticos. Apenas 45 pacientes se encontram em unidades de terapia intensiva, dois a mais do que no sábado. A região mais afetada continua a ser a Lombardia (Norte), epicentro da pandemia na Itália e que, nas últimas 24 horas, acumulou 71 dos 463 novos casos e um dos dois óbitos.

Paris
Já em Paris, autoridades impuseram o uso obrigatório de máscaras ao ar livre em regiões movimentadas da capital francesa, começando a partir de hoje, no momento em que crescem as infecções por coronavírus na cidade. A regra se aplica a pessoas com 11 anos ou mais, disse a prefeitura de Paris, em um comunicado. “Todos os indicadores mostram que, desde meados de julho, o vírus voltou a circular mais ativamente”, disse a prefeitura.
A taxa de testes positivos na região da Grande Paris está em 2,4%, em comparação com a média nacional de 1,6%, acrescentou. As regiões onde as máscaras serão obrigatórias serão detalhadas separadamente e avaliadas regularmente, disse a prefeitura.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com