32 C°

quinta-feira, 4 de junho de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario

Opinião

Brasileiros desassistidos

sexta-feira, 22 de maio 2020

Um dado alarmante em meio à pandemia provocada pelo novo coronavírus: com o avanço do contágio de covid-19 para o interior do Brasil, com casos registrados em mais de 60% dos municípios do País e óbitos em 21%, a Fiocruz alerta que mais de 7,8 milhões de brasileiros moram em lugares onde a distância para um local onde haja atendimento adequado para a doença seja de pelo menos quatro horas. A situação é pior nos estados do Pará (com 2,3 milhões de pessoas distantes de centros de atendimento adequados), Amazonas (com 1,3 milhão) e Mato Grosso, com 888 mil. O levantamento da Fiocruz levou em conta o atendimento de alta complexidade em saúde, com unidade de terapia intensiva, equipamentos e pessoal especializado para tratar doenças respiratórias graves e agudas. A Região Nordeste também apresenta um alto índice percentual da população sem acesso rápido ao tratamento adequado para casos graves. O Norte de Minas Gerais, o Sul do Piauí e o Sul do Maranhão também enfrentam as mesmas dificuldades.
O fato é que é preciso fornecer a essas pessoas, de algum modo, uma logística para que, uma vez infectadas, elas possam ter a chance de receber tratamento adequado, afinal, apesar de morarem em localidades distantes, elas também têm direito à saúde. É preciso que os governos estaduais, municipais e Federal articulem um modo de dar assistência a esses brasileiros que já são tão sofridos justamente por terem pouca infraestrutura a seu dispor.

EDITORIAL

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com