32 C°

quinta-feira, 28 de maio de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Opinião

Do infectologista ao psiquiatra!

sexta-feira, 22 de maio 2020

Éóbvio que o bordão profético “Isso vai passar”, relativo à pandemia, irá se concretizar. De um jeito ou de outro, a covid-19 vai passar. No entanto, o tropismo viral, que tem como alvo os pulmões, um mutante da Sars (síndrome respiratória aguda grave) causando a morte, tem adoecido gravemente um outro órgão: o cérebro/mente. É isso mesmo. Se antes, a depressão já era apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a doença mais incapacitante da década, podendo causar milhões de mortes, após a cura e vacina para o novo coronavírus, o prognóstico será ainda pior. Mas, por enquanto, a bola da vez é mesmo o famigerado vírus. Não se fala sobre outra coisa. A vida, de repente, fora restringida ao medo do contágio, ao tratamento dos infectados e a incerteza quanto os rumos da economia. A guerra ao micro-organismo acelular, deixará um espólio demasiado catastrófico. O saldo, ou melhor, a conta, só saberemos no futuro. Que seja o quanto antes. Fato é que a saúde pulmonar será recuperada e/ou preservada. Mas, aí, um outro órgão necessitará obsessiva atenção: a mente.
É, dos infectologistas, aos psiquiatras, psicólogos e psicanalistas será o destino de muitos. As razões são várias. O lockdown, obrigando-nos a uma prisão domiciliar sem termos cometido crime algum, o cerceamento da nossa liberdade de ir e vir, os vínculos sociais enfraquecidos e tantos outros sofrimentos a todos, indistintamente impostos, têm causado sérios danos à nossa saúde mental. É claro que a lei tem de ser obedecida. A questão é que isso tudo não nos deixará incólumes nem do vírus. Somos seres gregários e, como tal, temos recebido impiedosos golpes. As farmácias que têm vendido como nunca, desde os antigripais, vitaminas, antibióticos e vermífugos a ansiolíticos e/ou antidepressivos, que faz da indústria farmacêutica – a terceira maior do mundo -, deve saltar mais algum degrau. Isso porque esse consumer Market continuará a crescer. Logo mais, será a vez dos psicofármacos. É, debelado o perigo aos pulmões, será a vez de a cabeça ser tratada. Sorte que para essa já há tratamento. Mas, por enquanto, nossos olhos estão fixos, mesmo, é nos infectologistas e/ou virologistas!

ODAILSON DA SILVA
PSICANALISTA E ESCRITOR

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com