terça-feira, 17 de setembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

"você jamais será livre sem uma imprensa livre." - Venelouis Xavier Pereira

Deputados pautam ações para o Setembro Amarelo

quarta-feira, 11 de setembro 2019

Imprimir texto A- A+

Os deputados estaduais cearenses participaram, no decorrer do dia de ontem (10), de uma programação destinada à conscientização sobre a importância de medidas de prevenção ao suicídio, em alusão à campanha do Setembro Amarelo. As atividades incluíram palestras, discussões e ação de panfletagem.

O segundo expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará (AL-CE) foi destinado ao debate sobre a importância do combate à depressão e da prevenção a casos de suicídio. A solicitação é do deputado Evandro Leitão (PDT), presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio da Casa, que toma a frente das ações realizadas na ocasião.

O parlamentar enfatiza que o objetivo da Casa é promover, durante todo o mês, atividades para chamar a atenção da sociedade sobre a importância de debater e enfrentar a depressão, que, muitas vezes, culmina no suicídio. “Os números de mortes por suicídio no Ceará são alarmantes, portanto o Parlamento Cearense vai contribuir através de trabalhos de sensibilização e informação com o enfreamento”, pontuou.

O deputado Tony Brito (Pros) salientou a importância do diálogo e a educação para tratar de temas delicados, como suicídio. Pediu mais atenção também à saúde de agentes de segurança. “Os policiais, por exemplo, carregam o estigma de que precisam ser um ‘super-homem’. Muito pelo contrário. Nós somos muito suscetíveis. A carga emocional é tão alta, que os índices entre esses servidores, infelizmente, é um dos mais elevados”, lamentou.

O deputado Queiroz Filho (PDT) destacou que a campanha do Setembro Amarelo vai desde a elaboração de projetos até a contratação de profissionais. “A conscientização é importante, mas a efetivação de projetos também é necessária. A frente parlamentar que se criou nessa Casa tem esse objetivo: ser mais que apenas uma campanha”, pontuou.

Ainda durante o primeiro expediente da sessão plenária, o deputado Apóstolo Luiz Henrique (PP) convocou a população a participar das ações da campanha. “Tenho aprendido muito na Assembleia e temos uma série de eventos para trabalhar a prevenção. Temos que participar. Nove em cada dez casos de suicídios podem ser evitados se as causas forem tratadas de maneira adequada. Se tem alguém na sua casa isolado, que não conversa, não dorme bem, que está dependente do álcool, ligue o sinal amarelo. Nada tem mais valor que nossa vida”, alertou.

Programação
Mais cedo, às 7h30min, a Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Mental e Combate à Depressão e ao Suicídio realizou panfletagem no cruzamento da avenida Pontes Vieira com a rua Barbosa de Freitas, para alertar a população sobre a importância do tema. Foram distribuídos panfletos com informações sobre instituições de apoio e fitas amarelas.

O 1º vice-presidente da AL e hoje presidente interino da Casa, deputado Fernando Santana (PT), adianta que irá propor que essa ação se repita até o final do mês, devido à importância. “Muitas pessoas que abordamos aqui no trânsito têm familiares com depressão ou já perderam parentes para a doença. O número de pessoas que sofrem da doença assusta, então devemos realizar um trabalho diligente no sentido de prevenir”, pondera.

Ainda durante a manhã, a Comissão de Infância e Adolescência promoveu palestra sobre a prevenção ao suicídio. O evento atendeu requerimento da presidente do colegiado, deputada Érika Amorim (PSD), e foi ministrado pelo psiquiatra Fábio Gomes de Matos, coordenador do Projeto de Apoio à Vida (Pravida). Érika Amorim ressalta a importância das ações: “O movimento Setembro Amarelo, mês mundial de prevenção do suicídio, visa sensibilizar e conscientizar a população sobre essa questão, que tem registrado números alarmantes. Ações como essa são necessárias e devem ser contínuas.”

Instagram

[instagram-feed]

Facebook

Twitter