32 C°

terça-feira, 10 de dezembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Política

Horário Eleitoral: Vereadores continuam festival de “non sense”

sexta-feira, 22 de agosto 2008

“Eu sou Pezão. Dê uma pisada na corrupção”. Esta foi uma das pérolas do segundo dia da propaganda eleitoral gratuita que continuou com o festival de “non sense”, apresentando humor, as promessas vãs e a pouca criatividade. Mas também teve a crítica bem feita, como a do vereador de base, Carlos Mesquita, candidato a reeleição, que prometeu melhorar os PCC´s. O Partido Verde, apesar do pouco tempo conseguiu apresentar os nomes de seus doze candidatos e ressaltou valores envolvendo a questão ambiental e espiritual.
 

Ontem o cardápio estava variado. De Paula Gretchen ao médico do seu coração, passando por religiosos, radialistas, funcionários públicos, motoristas, líderes comunitários, sindicalistas, estudantes, vítimas de desigualdade, entre outros, prometiam o mesmo de sempre: representar o direito do povo, transporte de qualidade, melhoria na saúde, cursos profissionalizantes. Era perceptível a preocupação dos candidatos com a imagem.

Até as figuras conhecidas se apresentavam com insegurança. Lendo ao invés de falar com mais firmeza e convicção. Muitos candidatos parecem não reconhecer este momento de suma importância para o Legislativo municipal.
Uma pesquisa feita pelo Sistema Jangadeiro/Vox Populi apontou que dois, em cada dez entrevistados, não sabem em quem votar para vereador, o que resulta em 77% do eleitorado. Entre alguns questionamentos feitos a cerca dessa posição, é possível detectar desconfiança, falta de opção e até mesmo menosprezo. Muitas vezes, a escolha do vereador é feita em última hora. Essa situação não acontece com os prefeituráveis, uma vez que eles aparecem mais na mídia.
 

O eleitorado peca por se preocupar com o executivo, esquecendo que são os vereadores que vão dar sustentação às iniciativas do prefeito eleito. São eles que vão liberar os projetos para a execução, tendo conhecimento do que é certo e ético, com habilidades técnicas e conhecimentos sobre peculiaridades da cidade.
 

O horário eleitoral continua até o dia 02 de outubro. Os candidatos a vereador apresentarão seus programas às terças, quintas-feiras e sábados. No rádio, das 7h às 7h30 e das 12h às 12h30; e na TV, das 13h às 13h30 e das 20h30 às 21h.

» Como um vereador é eleito? É feito o cálculo do quociente eleitoral (QE), que é o número total de votos válidos dividido pelo número de cargos disponíveis. O QE é o número mínimo de votos que um partido (ou coligação) precisa obter para eleger pelo menos um candidato. Depois é feito o cálculo do quociente partidário (QP), que é o número de votos que o partido recebeu (considerando os votos na legenda e os votos que todos os vereadores deste partido/coligação receberam) dividido pelo QE. Se o resultado for 14, por exemplo, isso significa que este partido elegeu 14 vereadores.
 

Fonte: Código Eleitoral, o Capítulo IV – Da Representação Proporcional, artigos 105 a 113

hoje

Mais lidas