32 C°

sábado, 7 de dezembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Colunista - Fernando Maia

Chega de enrolada

terça-feira, 30 de julho 2019

Em 1995, quando o projeto da transposição do Rio São Francisco ainda “patinava”, o prefeito de Brejo Santo, Welington Landim, coordenou a coleta de mais de 1 milhão de assinaturas levando o Governo Federal à dinamização do projeto. Hoje, o seu filho, deputado Guilherme Landim, mostrando a genética do pai, preside com firmeza a Comissão Especial para Acompanhamento das Obras da Transposição. A sua atuação está sendo decisiva para que haja um ponto final nas “enroladas” para a liberação dos recursos de conclusão da obra no Ceará. Ele assegura que a comissão especial não está dando folga aos ministros do Desenvolvimento Regional e da Integração Nacional, diante do problema que causa incertezas e indignação aos cearenses, os últimos a receberem as águas do Velho Chico. Para dar mais força a essa batalha, Landim defende a formação de uma frente interestadual, formada pelo Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, igualmente beneficiados pela transposição.

Sem medo. Presidente da OAB vai ao STF contra Bolsonaro. Felipe Santa Cruz constituiu advogado para interpelar o presidente de República sobre as declarações a seguir. “Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como o pai dele desapareceu no período militar, eu conto para ele.” Santa Cruz quer que Bolsonaro conclua suas ameaças informando no plenário daquela corte, para conhecimento público, o que aconteceu com o seu pai.

Grande aliada. A vice-governadora Izolda Cela cresce no Planalto da Ibiapaba não só no campo da política, mas também no que se refere a programas sociais almejados pela região. Nos eventos realizados nas cidades daquela área, ele é tratada como protetora dos pobres.
Desassistência. Em Fortaleza, existem 113 postos de saúde da Prefeitura, dos quais só 13 têm farmacêuticos e médicos de plantão. A lei é clara e obriga que esses postos não podem funcionar sem farmacêutico.
Melhor que agências. Ataques a agências bancários em cidades pobres, obriga o Banco 24 Horas a expandir a instalação de caixas eletrônicos, facilitando operações de depósitos e saques em cidades distantes de seus domicílios.
Novas regras para MPS. No dia 1º de agosto, o Congresso Nacional irá promulgar matéria que tramita há oito anos. Trata-se da PEC alterando regras para tramitação de medidas provisórias, pondo freio na mania do Executivo de enviar as MPs às vésperas de perderem a validade.
Pela natureza. Entidades ligadas à defesa do meio ambiente querem encontro com o deputado Salmito Filho, para sugerir que as escolas da rede pública estadual tornem oficial a inclusão no currículo escolar de aulas de proteção à natureza cada vez mais ameaçada.
Passarelas. O Governo do Estado abriu a licitação para a construção das 10 passarelas do projeto VLT, que ligará os bairros do Mucuripe e Parangaba. Uma vez funcionando em toda a sua potencialidade o VLT beneficiará um terço da população de Fortaleza.
Punição cara. Mesmo que o PDT e o PSB recuem da intenção de punir com expulsão os 19 deputados por votarem a favor reforma da previdência, metade deles já estaria com o pé em outros partidos. Nem deputado tem tolerância com desaforo.
Haja desemprego. Enquanto cresce em Fortaleza a ameaça de demissão de trocadores de ônibus, com a chagada da modernidade do autoatendimento, chega de Brasília notícia que agrava essa situação. Lançamento de ônibus sem motorista, na Esplanada dos Ministérios.

“Se não for instalada uma rigorosa CPMI das “fake news”, jamais poderemos conter o avanço criminoso dos “hackers” e seus “clientes” que não respeitam ninguém”. Senador Davi Alcolumbre, presidente do Senado Federal.

hoje

Mais lidas