32 C°

sábado, 7 de dezembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Colunista - Macário Batista

Em que pé ficou esse arranca rabo?

quarta-feira, 14 de agosto 2019

 

O Ministério da Educação brasileiro mandou cancelar o exame de admissão específico para alunos transgêneros e intersexuais promovido pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), anunciou o presidente Jair Bolsonaro.”A Universidade da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira (Federal) lançou vestibular [exame de admissão] para candidatos Transexuais, Travestis, Intersexuais e pessoas não binárias. Com intervenção do Ministério da Educação, a reitoria posicionou-se pela suspensão imediata do edital e a sua anulação ‘a posteriori’”, escreveu Bolsonaro na rede social Twitter.O processo seletivo da Unilab foi anunciado de acordo com a imprensa, com a oferta de 120 vagas em cursos de graduação presencial nos pólos localizados nos estados do Ceará e da Bahia. Segundo os organizadores, a iniciativa seria inédita no país. Quesrtionado pelos jornais, na semana passada, o Ministerio da Educação respondeu que “as instituições de ensino superior têm autonomia para estabelecer os seus próprios mecanismos de acesso.”Na ocasião, o Ministério afirmou que a autonomia das universidades estava prevista na Constituição. Após o anúncio de Bolsonaro, o jornal brasileiro voltou a questionar a pasta da Educação que, por seu turno, argumentou que a “lei de quotas não prevê vagas específicas para o público alvo citado no exame”, acrescentando que questionou a legalidade do processo seletivo através da Procuradora-Geral da República.A presidente da Associação Nacional de Travestis e Transexuais do Brasil (Antra), Keila Simpson, divulgou, na terça-feira, um comunicado no qual repudia a suspensão decretada pelo Governo brasileiro. Mostrar o assunto outra vez, aqui, tem o intuito de querer saber porque o silêncio baixou sobre o mote. E só.

Será?
Camilo Santana, governador do Ceará, petista pero no mucho, anda todo arredio ao assunto renovação do comando do PT em Fortaleza.
Nem aí
Observadores da cena futucam a ideia de que ao não se misturar na disputa pelo diretório, Camilo Santana estaria sinalizando que poderá deixar o partido.
Histórico
Santana é petista de origem, mesmo sem o carimbo de “padre de passeata”. Camilo foi eleito no PT, numa enorme coligação dominada pelo PDT,onde estão seus amigos.
Vitória da persistência
Por muito tempo o jornalista Roberto Bulhões trabalhou para um canal de televisão em Juazeiro do Norte onde,na UEB, mantém a TV Padre Cícero, com sucesso.
Apelo geral
De uns tempos pra cá, enquanto, por exemplo, o senhor Eunício Oliveira era presidente do Senado, a guerra de Bulhões recurdescer no “oriente médio”.
Pedra de toque
De tanto mostrar a necessidade, Buhões fez a cabeça de Oliveira que acabou criando a TV Senado no Cariri, em Juazeiro do Norte.
Equipamentos e bandas
Pois agora chegaram a Juazeiro do Norte carretas com equipamentos para a TV que o Bulhões tanto lutou e que já está em fase de montagem por técnicos do Senado.
Quatro bandas
O equipamento de transmissão tem lugar pra abrigar a TV Senado, a TV Câmara, a TV Padre Cícero e uma pra Assembleia do Ceará, cujo presidente Sarto tá sabendo isso agora, por aqui. Há homens determinados e Roberto Bulhões é um deles.

hoje

Mais lidas