32 C°

sábado, 26 de setembro de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Fernando Maia

Guerra anacrônica

sexta-feira, 07 de agosto 2020

Enquanto o Ceará, o Brasil e o resto do mundo travam uma guerra contra a pandemia destruidora de vidas, na Assembléia Legislativa do Ceará outra “guerra”, completamente anacrônica, é travada por ter motivação religiosa. A discussão em torno do projeto de indicação de autoria do deputado Renato Roseno, do Psol, pede a criação da Delegacia de Combate à Intolerância Religiosa, matéria já aprovada nas comissões técnicas daquele parlamento. A deputada Doutora Silvana e seu marido, deputado federal Jaziel, ambos do PL, publicaram nas redes sociais um vídeo em que mobilizam todos os evangélicos contra o que qualificam como “projeto maligno”, danoso à fé. Roseno considera que a reação partiu de quem colocou a carapuça da intolerância na cabeça. Segundo ele, a Assembleia Legislativa está na obrigação de aprovar essa delegacia, que existe em nove estados, onde é defendida a pluralidade de religião. E por aí segue a paciência de eleitores acreditando que Bizâncio, cidade da Grécia onde os sábios passaram 2 mil anos discutindo o sexo dos anjos, deu mal exemplo ao mundo.

Advertência. O bolsonarismo somente será derrotado no pleito de novembro em Fortaleza se houver uma convergência de todas as forças políticas do centro e da esquerda numa só direção. Do contrário, essas forças serão derrotadas, sabendo-se dos avanços conquistados pelos bolsonarista que apoiam o deputado Capitão Wagner, do Pros.

Trocando de lado. O que terá acontecido com Evaldo? É bom lembrar que esse vereador foi líder do Prefeito na Câmara Municipal de Fortaleza, no primeiro consulado de Roberto Cláudio. Virou a casaca ou amadureceu?

Polícia Penal. Aprovada, na Comissão de Constituição Justiça e Redação, a proposta de emenda à Constituição do governador Camilo Santana, criando a Polícia Penal do Ceará, cuja finalidade trata da proteção a profissionais das penitenciárias.

“Pai dos Pobres”. Bolsonaro, ao manter até dezembro o auxílio emergencial, está querendo tomar de Lula o título de “Pai dos pobres”. Espera-se que ele não imite o amigo Trump dos Estados Unidos, prometendo vacina na época da eleição.

Homenagens. A Fiec, ao festejar os seus 70 anos, deverá receber muitas, e merecidas, homenagens. Trata-se de instituição que coordena 500 mil vagas de trabalho na indústria. Na mesma solenidade, serão homenageados 20 empresários cearenses entre os 100 mais bem-sucedidos do País, por iniciativa do presidente, Ricardo Cavalcante.

Ninho desunido. Na Alece, o deputado Delegado Cavalcante nada diz a favor ou contra a candidatura do deputado Heitor Freire, presidente do PSL, seu partido, que se diz candidato de Bolsonaro. O Capitão Wagner também alega ter esse privilégio.

Isonomia. Coordenador dos debates do PDT à PMF, Ciro Gomes cobre com elogios o pré-candidato Alexandre Pereira do Cidadania, que, a seu ver, tem todas as condições de administrar Fortaleza. Será que não acredita nos nomes do PDT?

Denis Bezerra, deputado do PSB, no lançamento do nome do ex-chefe da Casa Civil Élcio Batista, à PMF, disse ser essa a abertura de uma nova porta a apresentação de uma excelente opção do grupo liderado pelo PDT.

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com