32 C°

sábado, 7 de dezembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Colunista - Fernando Maia

Política sem mulheres

sexta-feira, 26 de julho 2019

O pleito eleitoral de 2020, assim como os pleitos posteriores, corre o risco de acontecer com rarefeita participação de representantes do sexo feminino. Isso, depois de todas as batalhas por elas enfrentadas no sentido de contarem com mais espaços na vida pública e administrativa do País. A ameaça vem de um projeto encaminhado à Câmara dos Deputados, reduzindo de 30% para 10% a obrigatoriedade de cota para mulheres candidatas. Se o projeto fosse de um representante masculino, o autor seria tratado como misógino. Entretanto, a idéia veio de uma deputada paulista, Renata Abreu, para quem os partidos jamais conseguirão atingir os 30% de mulheres candidatas ou mesmo dirigentes partidárias. Assim, se já era reduzido o número de mulheres governadoras, senadoras, deputadas federais e estaduais, prefeitas e vereadoras, o que se prevê é que haverá cada vez menos mulheres nesses cargos. Para alguns cínicos, as maiores dificuldades para as mulheres estão na sua situação financeira inferior à dos homens. O mais lastimável é que, enquanto se estreitam os caminhos para as mulheres, os partidos acabam desperdiçando uma legião feminina da mais alta competência, criatividade e confiabilidade, que nada perdem para os homens em todos os quesitos. Não conheço nem nunca vi, até hoje, mulheres patrocinando corrupção.

Multiplicação do turismo. Camilo Santana trouxe ao público a sua intenção de promover, no primeiro semestre do próximo ano uma gigantesca mobilização de empresários da gastronomia, comércio, indústria, bancos e universidades, com o objetivo de multiplicar o número de visitantes ao Ceará, principalmente de outros países. Essa terá como meta aproveitar as vantagens do hub aéreo, que conseguiu duplicar a presença de turistas no Estado.

Morte prematura. Faleceu ontem, vítima de infarto fulminante, aos 40 anos, o empresário baiano Cesar Mata Pires Filho, quando fazia exames no coração, em São Paulo. Único genro do ex-senador Eunício Oliveira, era proprietário da OAS, uma das maiores empreiteiras do Brasil.
Conspiração. Está armado, em Brasília, o palco da conspiração contra o governador Camilo Santana, patrocinado por três contumazes frequentadores do Palácio da Abolição. É inacreditável que pessoas confiáveis, que se beneficiaram da atual gestão, se entreguem à prática da rapinagem.
Da Rússia para o Paço. Reassumiu quarta feira a Chefia da Casa Civil o secretário Elcio Batista depois de férias na Rússia, onde esteve a procura de subsídios para o seu futuro na política. Quer participar da concorrida disputa pela prefeitura de Fortaleza.
Pressa. Para o deputado Salmito Filho (PDT), enquanto não amadurecer a ideia da formação da Região Metropolitana da Ibiapaba o melhor é o fortalecimento do projeto de criação dos consórcios intermunicipais, notadamente no campo da saúde, um dos mais problemáticos em todo o Estado.
.A Aprece quer saber porque a Comissão de Recesso da Assembleia Legislativa não se reuniu pelo menos uma única vez. Se o Legislativo estadual parou, os problemas dos municípios aumentaram. “Até parece que deputado não gosta de serviço…”
E o Parlamento? . Lideranças de municípios de Maracanaú, Maranguape e Caucaia estão criticando a falta de reuniões do Parlamento Metropolitano. Esse fórum político não é prioridade de Fortaleza. Todos os municípios da RMF são responsáveis.
Candidatos aos montes. Conforme adverte o ex-deputado Antônio Câmara, a proibição de alianças proporcionais vai causar dois fenômenos nas próximas eleições. Candidatos aos prefeituras alegando necessidade de reforçar suas bancadas e por segundo, os nanicos que disputarem vão se aninhar ao lado dos finalistas.

“Políticos que se elegem por meios ilícitos podem terminar intoxicados, como animais que se alimentam com produtos deteriorados”. Senador Teotônio Vilela (1917-1983)

hoje

Mais lidas