32 C°

sexta-feira, 25 de setembro de 2020.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

aniversario
aniversario

Colunista - Cláudio Humberto

Relações de Serra com genéricos estão na mira

sexta-feira, 24 de julho 2020

Essa liminar é um absurdo do ponto de vista legal
Procurador do MP fluminense Marcelo Monteiro, sobre a liminar do STF que impede operações da polícia em favelas do Rio

Além de investigar as relações entre o atual senador José Serra (PSDB-SP) e José Seripieri Júnior, fundador da Qualicorp, empresa vendedora de planos de saúde coletivos, procuradores de São Paulo rastreiam também outro importante “braço apoiador” do ex-ministro da Saúde do governo FHC: a indústria farmacêutica de medicamentos genéricos. É o que falta para completar o “quebra-cabeças” do caso.

Quebra de patentes
Tido como bom ministro da Saúde, Serra instituiu no Pais remédios genéricos, mais baratos, inclusive com a quebra de patentes.

Idolatria em Anápolis
Com os genéricos, a cidade de Anápolis (GO) se tornou o maior pólo do País da indústria farmacêutica. Essa turma é muito “grata” a Serra.

Vínculos investigados
Uma linha de investigação tenta estabelecer vínculo entre o poder do PSDB e doações “não contabilizadas” de indústrias farmacêuticas.

Doações para campanha
Os investigadores procuram identificar “doações” diretas da indústria de genéricos para as campanhas de Serra ou indiretas, para o partido.

O quase-preso
A PF está convencida da corrupção, até pediu a prisão do secretário municipal de Saúde, mas Jailson Correia teve sorte: o juiz negou.

Não havia opção
A prefeitura tem alegado que os valores pagos pelos materiais contra Covid-19 eram os praticados no mercado, sem opção de preço menor.

Oportunistas
Os investigadores acham que, apesar da emergência da covid-19, os gestores se aproveitaram das facilidades da dispensa de licitação.
Escondendo o jogo
O presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, disse ontem à Rádio Bandeirantes que apenas está “em estudos” o cartório que burocratiza a receita médica eletrônica. Mas ele escondeu jogo: está tudo decidido.

Burocracia criminosa
Segundo a minuta da resolução da Anvisa, o médico terá de obter certificação para prescrever remédios eletronicamente e a farmácia terá de fazer o mesmo para vender o remédio. O doente que se vire.

Equívoco e ilegalidade
O procurador Marcelo Monteiro, crítico da liminar do STF que proíbe a polícia de atuar nas favelas, repetiu o irônico desafio dos cariocas: que tal liminar do ministro Fachin proibindo traficantes de vender drogas?

Sóstenes curado
O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) saiu ontem da consulta e foi logo espalhando a boa nova: está curado do novo coronavírus. E disse que retornará em um mês para checar se a doença deixou seqüelas.
Soberba
Rodrigo Maia está tão habituado a comandar a pauta da Câmara que já avisou: “ninguém vai votar nada no segundo semestre de 2021”. Esqueceu que ele não será mais o presidente da Casa.

Big Brother
O projeto do Senado que supostamente combate fake news prevê um “limite”, que não foi especificado, de encaminhamentos de mensagem. E obriga empresas a manter cadastro da “cadeia de compartilhamento”.

Lá se vai outro direito
A deputada Elcione Barbalho (MDB-PA) quer lei que obrigue a mostrar “exame negativo de covid-19” de quem embarca em aviões, ônibus e trens interestaduais. É o direito de ir e vir sob autorização médica.

Tudo premeditado
A oposição usa o Supremo em seus factóides. O parlamentar acusa o presidente de um crime, o STF age como mensageiro e envia à PGR, mas a manchete está garantida: “STF envia notícia-crime à PGR”.

Pergunta na poupança
O desembargador boçal Eduardo Siqueira pediu desculpas pelo papelão, mas e a multa, já pagou?

Os adversários de Benedicto Valadares, em Minas, eram cruéis e implacáveis, criando variadas versões sobre sua burrice. Terminaram construindo estrofes de indiscutível mau gosto, mas de muito efeito político: “O Brasil tem muitos muares,/E muito gado vacum./ Mas Benedicto Valladares/ Só tem um.”

hoje

Mais lidas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com