32 C°

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019.
Fortaleza, Ceará, Brasil.

Colunista - Fernando Maia

Um mundo de incertezas

domingo, 01 de dezembro 2019

O pleito de 2020, a quase um ano de distância, permanece, no caso de Fortaleza, um mundo de incertezas. Certeza, mesmo, só a pré-candidatura do Capitão Wagner (Pros). Heitor Férrer (SD) ainda é uma incógnita. Alguns partidos menores deverão entrar na disputa mas o que deixa grande parte do eleitorado em dúvida é a escolha dos candidatos da coligação governista liderada pelo PDT, e das esquerdas, tendo à frente o PT. No caso do PT, tudo caminha para um pega entre Luizianne, que tem o apoio da direção nacional, e o vereador Guilherme Sampaio disposto a encarar as tendências mais radicais do petismo. No caso dos governistas as indecisões são muito maiores, tendo em vista a copiosidade de nomes até agora especulados. Se o governador Camilo Santana fosse de outra sigla, o problema já teria sido antecipadamente equacionado, graças ao prestígio e força política por ele conquistados. Sobre quem do PT ele apoiará, é um mistério insondável. Em meio a dúvidas e incertezas, apenas uma verdade não poderá ser negada: o pleito terá um estridente duelo entre o candidato do PDT, de Ciro e Cid Gomes, e o do PT, de quem esses são antagonistas, com o deputado Capitão Wagner correndo por fora.

CPI oportuna E Quer o presidente José Sarto, deixar para o reinício dos trabalhos em 2020, a instalação da CPI dos diplomas, de autoria do deputado Elmano de Freitas (PT). Reconhece a gravidade desse escândalo, que prejudicou centenas de jovens, enganados por cursos universitários sem legitimidade, e que deixaram de fornecer diplomas ou venderam diplomas falsos. A CPI tem tudo para ter repercussão nacional. Esse crime não deve ter se limitado ao Ceará.

Brincando com fogo
O presidente Bolsonaro perde apoios em seu “chamego” com os evangélicos, enquanto o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, por ele nomeado, além de agredir a população negra, ainda insulta o papa Francisco, brincando com fogo num país de 160 milhões de católicos.

Ordem nos gastos
Numa das suas medidas recentes mais importantes, o governador Camilo Santana, por decreto, alterou ações da Superintendência de Obras Públicas – SOP, que passa a ser fortalecida em medidas para redução de gastos, incluindo licitações para obras públicas.

Avançando
Enquanto concorrentes à PMF continuam com dúvidas, o deputado Capitão Wagner (Pros) vai avançando. Na semana passada, teve confirmado o apoio do Podemos, pela presidente da sigla Renata Abreu. Ele já tem confirmados os apoios do PSC e do Avante.

Querendo mais
Em busca de mais aliados, Wagner inclui o apoio do PSL. Há especulações de que poderá contar com o deputado Federal Heitor Freire, presidente da sigla no Ceará, mas terá de impedir excessos, como a aproximação do federal do PSL ao Palácio da Abolição.

Apoio de peso
Atendendo convite de Roberto Pessoa (PSDB), o governador João Doria deverá visitar Maracanaú, em 2020. Pessoa quer o fechamento de importante intercâmbio entre o estado de São Paulo com Maracanaú, nas áreas técnica e industrial.
“Pescando” de Ciro?
Pescando de Ciro Gomes a estratégia para diminuir o endividamento dos brasileiros, a FEBRABAN coordena mutirão nacional de renegociações de dívidas, coordenada pelo Banco Central e com a participação do BB. CEF, Itaú, Banrisul e Santander.
Carneirada
Se o prefeito Roberto Cláudio não der o freio, um grupo de vereadores poderá jogar por terra o seu projeto da criação dos corredores exclusivos para ônibus. Na CMF, fazem fila projetos liberando o uso por todos os tipos de transportes. É inconstitucional, e RC sabe muito bem.
“ENTRE ASPAS”
“”. .

“No STF, os ministros só têm a obrigação de pensar juntos se for na defesa do fortalecimento da democracia contra corruptos que a ameaçam”. Ex – ministro e ex=presidente do STF. Ayres de Britto

hoje

Mais lidas